Na primeira participação numa Assembleia Municipal, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, assegurou que vai continuar a manter a expansão da rede de bicicletas partilhadas GIRA.

Na primeira Informação Escrita do Presidente, um documento apresentado trimestralmente na Assembleia Municipal de Lisboa, o executivo liderado por Carlos Moedas afiança que vai expandir a rede de bicicletas partilhadas GIRA, bem como colocar em funcionamento as mais de 50 estações instaladas durante o Verão. O atraso da entrada em funcionamento destas estações prende-se com um problema com o fornecedor de eletricidade.

De acordo com o autarca, já foi selecionado um fornecedor que está a preparar as estações GIRA, que deverão entrar em funcionamento na segunda semana de janeiro.

De acordo com a Informação Escrita do Presidente “a EMEL tem em concurso público a aquisição de mais 50 estações além das que já estão no terreno mais acrescentando que existe um “planeamento dos futuros eixos de expansão/reforço da rede”.

A expansão da GIRA deverá passar pelos “eixos Alcântara-Ajuda e Restelo-Belém, Marvila-ISEL, eixo ribeirinho, interfaces e relações intermunicipais com Loures, Odivelas, Oeiras e Amadora, assim como densificação nas freguesias de Benfica, Lumiar e Olivais”.

O aumento da rede requer também a compra de bicicletas, que serão elétrica.

Carlos Moedas também já contactou o Laboratório Nacional de Engenharia Civil para solicitar uma “proposta para análise da segurança das ciclovias da cidade. O autarca esclarece ainda que “entre setembro e novembro, a Câmara analisou o projeto da EMEL da próxima da rede ciclável no bairro de Campo de Ourique, assim como o projeto, também da EMEL de uma ciclovia na Calçada de Carriche. Foi também feita uma compilação das descontinuidades da rede ciclável existente.

A rede GIRA é atualmente composta por 102 estações ativas e cerca de 930 bicicletas.

Artigo anteriorTransformação digital: as empresas que mais se distinguiram em 2021
Próximo artigoReceitas do ecovalor não cobrem custos com recolha seletiva de embalagens

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of