A Nescafé Dolce Gusto está a produzir peças de comunicação de pontos de venda (expositores) existentes em super e hipermercados, feitos a partir de  plástico reciclado (de cápsulas de café) e que poderão ser aproveitados como canteiros.

O projeto enquadra-se no conceito de economia circular, pois pretende dar uma nova vida ao material plástico que resulta da reciclagem das cápsulas de café.

Todas as peças foram desenvolvidas em parceria com a Extruplás, empresa parceira do programa de reciclagem Nescafé Dolce Gusto.

“O desenho dos expositores e ilhas permite não apenas a reutilização nos pontos de venda, mas também a reutilização para outras finalidades. No caso das ilhas, estas poderão ser transformadas em canteiros que poderão ser instalados em jardins ou espaços públicos através das parcerias futuras da marca. O primeiro canteiro a ser reutilizado, fruto desta iniciativa, será instalado no recém remodelado Campus Nestlé sediado em Linda-a-Velha”, refere a empresa.

“A nossa aposta passa por incentivar a reciclagem das nossas cápsulas”, indica a Nestlé.

“Ao desenvolvermos estes expositores com a utilização de plástico reciclado, estamos a contribuir para a diminuição do desperdício de materiais temporários nas lojas e a garantir a reutilização depois do seu propósito inicial, quer com a reciclagem do plástico quer com a reutilização dos mesmos em canteiros para jardins. A nossa aposta passa por incentivar a reciclagem das nossas cápsulas, mas também promover a reutilização dos materiais para além da sua utilização única”, declara Teresa Roseta, responsável de Marketing de Cafés da Nestlé Portugal.

As cápsulas Nescafé Dolce Gusto podem ser recicladas através da entrega num dos cerca de 130 pontos de recolha da rede criada pela marca em 2010 ou através das compras efetuadas na sua loja online – onde o consumidor pode entregar as cápsulas usadas no momento de entrega da sua nova encomenda.

O plástico da cápsula e a borra são posteriormente separados, sendo a borra aproveitada (através de um processo de compostagem) como corretivo orgânico, enquanto o plástico é reciclado para a construção de mobiliário urbano.

A marca refere que está ainda a investir em novos sacos de reciclagem, produzidos a partir de 80% de plástico reciclado, e que são distribuídos gratuitamente nas compras online no site da marca.

A marca acrescenta que disponibiliza ainda um recipiente de plástico 100% reciclado que permite aos consumidores armazenar as suas cápsulas usadas em sua casa para serem posteriormente depositadas nos pontos de recolha da marca que se encontra à venda nos pontos de venda habituais.

Artigo anteriorNorthvolt produz primeira célula de bateria 100% reciclada
Próximo artigoKia trabalha num SUV elétrico de sete lugares, o EV9

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of