A luta contra as alterações climáticas faz-se (e terá de ser feita ainda mais) nas cidades pela concentração populacional aí existente. O setor da logística tem uma quota relevante de responsabilidade nessa missão coletiva, sendo já vários os veículos de transporte de mercadorias com opção totalmente elétrica disponível no mercado.

A Renault anuncia agora a venda em toda a Europa, a partir da primavera de 2022, do seu novo Kangoo elétrico, precisamente para o segmento dos veículos comerciais zero emissões.

O novo Renault Kangoo Van E-Tech Elétrico fará a sua estreia pública a 16 de novembro, no Salão Automóvel Solutrans, em Lyon.

O novo Renault Kangoo Van E-Tech Elétrico tem uma nova bateria de iões de lítio, com uma capacidade total de 45 kWh, oferecendo uma autonomia de até 300 km.

O modo Eco, que limita a potência do automóvel e a velocidade máxima, ajuda a otimizar a autonomia.

A bateria, localizada debaixo do piso do automóvel, não tem qualquer impacto sobre a capacidade da área de carga.

Sabia que…
… desde o lançamento, no final de 2011, o Kangoo Elétrico vendeu cerca de 70.000 clientes profissionais, sendo responsável por, um em cada cinco automóveis comerciais eléctricos, vendidos na Europa?

O modelo possui, de facto, a mesma capacidade de transporte e reboque que o modelo equivalente com motor de combustão – volume de armazenamento de até 3,9 m3 (4,9 m3 no formato longo ainda por apresentar), 600 kg de carga útil (800 kg no formato longo) e 1.500 kg de capacidade de reboque.

Para recarregar a bateria, o Kangoo Van E-Tech Elétrico oferece uma escolha de três tipos de carregador.

O modelo padrão dispõe de um carregador Chameleon trifásico de 11 kW, adequado para todos os tipos de carregamentos domésticos.

Os carregadores opcionais incluem o Chameleon de 22 kW, para carregamento rápido em terminais públicos, e o carregador DC de carga rápida, de 80 kW, que pode recuperar 170 km de autonomia (ciclo WLPT), em 30 minutos. Com os dois carregadores opcionais, a bateria está equipada com refrigeração líquida.

De acordo com o fabricante, a bateria do Kangoo Van E-Tech Elétrico leva 3h50 para passar dos 15% a 100% de carga, quando ligada a uma Wallbox de 11 kW e menos de 6 horas numa Wallbox de 7,4 kW.

O novo Kangoo Van E-Tech Elétrico é equipado com um motor de 90 kW de potência e 245 Nm de binário.

Não há indicação de preços, por enquanto, mas considerando que o concorrente Citroën Berlingo ë-Berlingo Van (motor de 100 kW e bateria de 50 kWh) tem o preço a começar nos €36.053, é de supor que o Kangoo elétrico seja comercializado por valores nesta ordem de grandeza. O Kangoo Z.E. (anterior geração, ainda à venda, com bateria de 31.0 kWh de capacidade útil e motor de 44 kW) custa €35.854.

Artigo anteriorBird aumenta base das trotinetes para garantir maior estabilidade
Próximo artigoEstratégia de LG para reduzir gases de efeito estufa validada por ciência

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of