Mais de 540 escolas e entidades portuguesas recolheram e encaminharam para reciclagem mais de 430 toneladas de resíduos elétricos e eletrónicos e pilhas usadas, no âmbito da 13ª Edição da Geração Depositrão.

Esta edição, respeitante ao ano letivo 2020/2021, registou um aumento de toneladas recolhidas de cerca de 8% face ao ano letivo anterior e, também, um alargamento dos pontos de entrega destes resíduos, distribuídos de norte a sul do país, incluindo as Regiões Autónomas.

Os estabelecimentos do Top 5

A Escola Básica de Saboia n.º 1 (distrito de Beja) foi a grande vencedora desta iniciativa da ERP Portugal, conseguindo uma recolha total de cerca de 18 toneladas de resíduos. Juntam-se ao top 5 desta iniciativa a Escola Secundária de Ponte de Sor (distrito de Portalegre), com mais de 17 toneladas, a Escola Básica e Secundária Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas (Região Autónoma da Madeira), com aproximadamente 12 toneladas recolhidas, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (distrito de Setúbal), com quase 10 toneladas e, ainda, a EB1 de Cabanas de Tavira (distrito de Faro), que somou mais de 9 toneladas.

Pela primeira vez ao longo de 13 edições existe uma instituição de Ensino Superior no conjunto de escolas que totalizaram mais peso de resíduos recolhidos.

Filipa Moita, responsável de Comunicação da ERP Portugal, assinala “o fecho de mais uma edição desta campanha de educação ambiental que visa despertar a consciência dos portugueses para a entrega seletiva de resíduos elétricos e pilhas usadas, a Geração Depositrão. Esta iniciativa, há 13 anos consecutivos no terreno, junto das escolas nacionais de todos os graus de ensino, tem vindo a revelar resultados bastante positivos que refletem a participação contínua e crescente dos cidadãos, etapa fundamental para viabilizar os processos de descontaminação, tratamento e reciclagem destes resíduos”.

Filipa Moita salienta como positivo o “aumento significativo das toneladas recolhidas face ao ano anterior e, também, um crescimento do número dos pontos de recolha disponíveis à população. Estes resultados superam, novamente, as nossas expectativas e enche-nos de felicidade por conseguirmos sensibilizar, a cada ano, mais e mais escolas e entidades.”

Escolas que recolheram mais peso por aluno

A campanha destaca, também, as escolas que recolheram mais peso por aluno, que variou entre 150 kg e mais de 300 kg, e cujo top 5 nacional é composto duas escolas que já ocupavam o pódio anterior, a Escola Básica de Saboia n.º 1 e a EB1 de Cabanas de Tavira, às quais se juntaram outras três: Universidade Sénior da Junta de Freguesia da Carregueira (distrito de Santarém), Jardim de Infância de Casais de São Clemente e, ainda, EB1 de Lamas (ambas do distrito de Coimbra).

Estas escolas serão premiadas com um forno Orima, €500 em cartão Pingo Doce para entregar a uma instituição de cariz social local e, ainda, soluções para a recolha de REEE e pilhas usadas, igualmente oferecidas pelo Pingo Doce.

Ainda no âmbito da atividade de recolha, várias escolas foram merecedoras de prémios, resultantes da recolha de quatro categorias de resíduos:

► Equipamentos de Regulação de Temperatura (ex.: frigoríficos, arcas congeladoras ou aparelhos de ar condicionado), cujas escolas receberão novos eletrodomésticos equivalentes, oferecidos pela Worten – Escola Básica e Secundária Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas, Escola Secundária de Ponte de Sor, EB e Secundária Lajes do Pico, Centro Escolar de Alcobaça, EB1 de Lamas, Escola Secundária de Adolfo Portela, Escola Básica de Saboia n.º 1 e EB 23/S da Calheta (Açores);

► Televisores e Monitores (incluindo LCD, LED e plasmas), em que o prémio consiste num novo LCD ou monitores LG – EB 23 D. Manuel Faria Sousa, Escola Básica e Secundária de Anadia, Escola Básica e Secundária Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, Escola Dr. Horácio Bento de Gouveia, EB 23 de Alvalade do Sado, Escola Básica e Secundária de Vila Nova de Cerveira, Escola Básica de Arões Santa Cristina e Escola Básica Monsenhor Elísio Araújo;

► Lâmpadas fluorescentes, LED ou economizadoras, com a oferta de novas lâmpadas com tecnologia Wi-Fi – Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, EB 2,3 Delfim Santos, Externato Cooperativo da Benedita, EB Luísa Todi, Escola Sec. Fernando Namora, Centro Escolar de Solum Sul, Externato de Penafirme, Jardim de Infância de Boleiros-Maxieira e Centro de Apoio Familiar Pinto de Carvalho;

► Pilhas que darão origem à distribuição de pilhas recarregáveis e respetivos carregadores – Escola Secundária de Adolfo Portela, Escola Básica e Secundária de Ourém, Escola Básica e Secundária de Anadia, 1º Jardim-Escola João de Deus de Coimbra, EB Luísa Todi, Colégio Paulo VI e EB 23 de Souselo.

Artigo anteriorColocar pacotes de bebidas no Ecoponto Amarelo vai permitir ajudar uma associação
Próximo artigoNova gama de ecrãs LG pensada nas novas formas de trabalhar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of