A Finerge acaba de acordar com a Tecneira a aquisição de uma central fotovoltaica em Alcácer do Sal, com uma capacidade de 15 MWp, que funcionará em mercado aberto, sem tarifa.

Com a aquisição da central de Alcácer do Sal, a Finerge aumenta a sua capacidade instalada em exploração, para 1382 MW em Portugal e Espanha, passando a energia fotovoltaica a representar agora mais de 5% dos ativos da empresa.

Com este negócio, a Finerge espera ainda passar a evitar a emissão de 1661 quilotoneladas de CO2 para a atmosfera, face às 1312 quilotoneladas que já evitou em 2020.

“Continuamos a investir na diversificação do nosso portefólio de ativos, desta vez com uma aquisição que nos permite ir aumentando a nossa capacidade de produção de energia fotovoltaica, passando agora a contar com 17 centrais deste tipo, entre Portugal e Espanha”, afirma Pedro Norton, CEO da Finerge.

Leia também:

Associações de renováveis unem-se para representar setor a uma só voz

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of