A Opel está a lançar o novo Astra, familiar compacto que entra agora na 12ª geração e assenta na plataforma EMP2. O período de encomendas abre na próxima semana, com o modelo a chegar ao mercado português no primeiro trimestre de 2022.

As grandes novidades do modelo prendem-se com o facto do Astra ter, pela primeira vez, uma opção híbrida Plug-in (disponível logo no arranque da comercialização) e uma variante 100% elétrica (a ser vendida em 2023), a Astra-e.

As versões PHEV que o Astra terá serão duas, ambas tendo por base o motor a gasolina 1.6, de quatro cilindros, acoplado a uma transmissão automática e-EAT8: uma variante terá 132 kW/180 cv de potência combinada (com o 1.6 a debitar 150 cv) e outra variante terá 165 kW/225 cv de potência combinada e um binário de 360 Nm (com o mesmo 1.6 a garantir 180 cv).

O motor elétrico presente no PHEV possui 81 kW (110 cv).

A bateria é de 12,4 kWh, com a autonomia do novo Astra Hybrid em modo 100% elétrico a ser de 60 km, segundo a norma WLTP.

A variante PHEV menos potente cumpre os 0 aos 100 km/h em 7,7 segundos, ao passo que a mais potente faz este sprint em 7,9 segundos.

A crescente apetência pelos PHEV, até fruto dos benefícios fiscais que têm, leva os responsáveis da Opel a apontar para que um em cada três Astra que venham a ser vendidos sejam PHEV. Sobre a variante de 180 cv irá recair 70% das intenções de compra dentro dos Plug-in Astra. Os 30% restantes irão para a unidade de 225 cv.

Com comprimento de 4374 mm e largura de 1860 mm, o novo Opel Astra é apenas 4 mm mais comprido do que o antecessor, enquanto a distância entre eixos, de 2675 mm, aumenta 13 mm.

Os preços estão a ser ultimados, prevendo-se que sejam conhecidos dentro de duas semanas, mas a previsão, neste momento, é que o acesso à gama híbrida de ligar à corrente se faça a partir de 37.300 euros.

No primeiro semestre de 2022, ou seja cerca de três meses depois da berlina Astra ser posta à venda, a Opel introduzirá a carrinha, a qual oferecerá as mesmas opções de motorizações que o hatch, o que incluirá as motorizações Plug-in. A carrinha deverá custar entre 800 e mil euros acima da unidade de cinco portas.

100% elétrica em 2028
Na sua marcha de eletrificação, a Opel anunciou que em 2024 em todos os seus modelos haverá propostas eletrificadas (elétricas ou híbridas) e que, em 2028, a marca se tornará definitivamente 100% elétrica.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of