Arrancou esta quarta-feira a road trip que vai ligar Lisboa a Irún, cidade na fronteira com França, no âmbito do projeto europeu CIRVE_PT, que visa promover o reforço da rede de carregamento de veículos elétricos e a sua interoperabilidade de e para a Península Ibérica.

O projeto integra a rede Mobi.e e vai demonstrar, a nível ibérico e europeu, as mais valias do modelo nacional, onde a integração de todas as redes e a sua universalidade é uma realidade, facilitando as deslocações de veículos elétricos e a adesão à mobilidade elétrica.

Na prática, vai permitir que os utilizadores de veículos elétricos possam carregar as suas viaturas, com o contrato nacional habitual, em vários postos em Espanha, assegurando a ligação ao resto da Europa.

Garantir interoperabilidade transfronteiriço

Garantir a interoperabilidade a nível nacional, transfronteiriço e da União Europeia, eliminando as barreiras ao acesso dos utilizadores aos pontos de carregamento, é um dos objetivos desta ação. Ao realizar o percurso entre Lisboa e Irún (Lisboa, Alcochete, Badajoz, Navalmoral, Madrid, Burgos, Vitória, Eibar e Irún), demonstrar-se-á a viabilidade desta ligação, sem qualquer limitação, demonstrando que a mobilidade elétrica não se destina apenas a viagens curtas.

Luís Barroso, Presidente da Mobi.e, afirma que “se em Portugal temos uma rede integrada, na qual basta ter um único meio de acesso para utilizar livremente todos os postos da rede Mobi.e, em Espanha temos de contratualizar vários comercializadores diferentes que se integraram para o projeto CIRVE e que estarão integrados com a rede Mobi.e. Este é, sem dúvida, um momento importante que garante a interoperabilidade a nível nacional, transfronteiriço e da UE, permitindo viagens longas com acesso a pontos de carregamento de veículos elétricos”.

Corredores com 58 postos de carregamento

Com a conclusão do projeto dos corredores, em junho de 2022, que prevê a instalação de 58 postos de carregamento (18 infraestruturas de carregamento rápido em Portugal no corredor da rede Central Atlântica e 40 pontos de carregamento em Espanha no Corredor Atlântico e Mediterrâneo), será possível aos condutores fazerem esta viagem, utilizando os seus contratos habituais de carregamento, usufruindo da integração das várias redes de carregamento.

Portugal é um dos países que dispõe de um modelo pensado exclusivamente para o desenvolvimento da mobilidade elétrica na sua plenitude, sendo um sistema totalmente integrado no setor energético e interoperável entre as redes dos diversos operadores, graças ao seu caráter universal. Atualmente, a rede Mobi.e conta com a cobertura geográfica superior a 95% dos municípios, com mais de 1.950 postos de carregamento e mais de 4.000 tomadas.

Projeto CIRVE_PT prolonga o modelo da rede pública de carregamento, gerida pela Mobi.e

“Portugal assumiu o objetivo da neutralidade carbónica em 2050, com base no Roteiro para a Neutralidade Carbónica e no Plano Nacional de Energia e Clima 2030. A mobilidade elétrica é um dos fatores fundamentais para o cumprimento desta meta. A crescente utilização da mobilidade elétrica, não apenas nas nossas cidades, mas também para deslocações mais longas, já permite aos condutores de veículos elétricos a utilização das autoestradas, com a facilidade de utilização de mais postos de carregamento agora disponíveis”, destaca Eduardo Pinheiro.

O Secretário de Estado da Mobilidade refere que “o projeto CIRVE_PT prolonga o modelo da rede pública de carregamento, gerida pela Mobi.e, que foi desenhado e pensado para permitir o carregamento universal e integrado de veículos elétricos”.

Eduardo Pinheiro entende que este “projeto vem reforçar as condições de interoperabilidade ao longo do percurso, nas principais vias de comunicação ibéricas (corredores ibéricos), que hoje estamos a assinalar com a viagem destes veículos entre Lisboa e Irún”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of