Chegou a Portugal o BMW eDriveZones. A nova tecnologia permite aos veículos híbridos plug-in passar automaticamente para o modo elétrico assim que entram numa zona de baixas emissões nas cidades, estando já disponível nas cidades de Braga, Porto e Lisboa.

Em todo o mundo, cada vez mais cidades estão a criar zonas onde o trânsito é proibido na totalidade ou é permitido apenas de forma limitada.

Neste contexto, chega agora a Portugal um sistema tecnológico que tem como principal objetivo diminuir os níveis de emissões poluentes nas áreas urbanas, contribuindo, desta forma, para melhorar a qualidade de vida dentro das cidades.

Jaime Vaz, da equipa de desenvolvimento da Critical TechWorks, afirma que “o BMW eDriveZones estabelece um novo padrão na indústria pela sua singularidade. Esta é a prova de que a tecnologia pode contribuir muito para um futuro mais sustentável e estamos muito contentes por ver a Critical TechWorks a trabalhar no seu desenvolvimento”.

O eDriveZones, que está a ser desenvolvido desde 2019 pela equipa da Critical TechWorks em Portugal, em coordenação com a equipa da BMW em Munique, é um sistema automático que permite, aos mais recentes modelos híbridos plug-in da marca, passar automaticamente para o modo elétrico assim que entram numa zona de zero ou baixas emissões dentro das cidades.

Desta forma, o objetivo é diminuir os níveis de emissões poluentes dos automóveis dentro das mais críticas áreas urbanas e dar resposta à crescente limitação de acesso a zonas de baixas emissões, um pouco por dodo o mundo.

Modelos BMW em que está presente

Disponível nos modelos BMW 330e, BMW 745e, BMW X5 xDrive45e e BMW 530e, este sistema faz parte da estratégia de sustentabilidade do BMW Group, que, entre outras ações, pretende incentivar os clientes a utilizarem os modelos híbridos plug-in em modo elétrico e promover deslocações sem emissões dentro das áreas urbanas.

“Este é apenas mais um passo da BMW com vista à redução efetiva da emissão de gases de efeito estufa, que em breve chegará a outras cidades e a mais modelos híbridos plug-in”, realça a marca.

Para Massimo Senatore, Diretor Geral da BMW Portugal, “esta tecnologia vem complementar as medidas já implementadas pelo BMW Group na área da sustentabilidade, de que são exemplo a redução significativa, até 2030, das emissões de carbono por veículo produzido, e a meta prevista, também para 2030, de 50% das vendas totais do grupo corresponderem a veículos eletrificados”.

Massimo Senatore promete que, até ao final do ano, chegarão ainda a Portugal novas ferramentas do Grupo com vista à promoção da transição para mobilidade elétrica”.

Como funciona este sistema? Veja o vídeo

Artigo anteriorBicicletas colocam economia a “dar ao pedal”: tema em destaque no evento Velo-city
Próximo artigoLexus UX 300e disponível para alugar na Europcar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of