Projetos de IoT para tornar Coimbra mais eficiente e sustentável

0
440

Já é conhecido o grande vencedor da 1ª edição do Future City Challenge, competição promovida pelo Fikalab, laboratório de inovação da Critical Software, que estimulou o desenvolvimento de soluções que utilizem IoT para tornar a cidade de Coimbra mais eficiente e sustentável e melhorar a vida dos habitantes.

Luxifer, um dispositivo que controla a iluminação pública LED adaptando-a ao conforto, ao tráfego e à segurança, foi o projeto eleito, entre os nove finalistas que expuseram os seus protótipos, no Convento de São Francisco, em Coimbra.

Com o apoio da equipa do Fikalab, as nove equipas selecionadas desenvolveram os seus protótipos, tirando partido da The Things Network, uma rede sem fios de longo alcance LoRaWAN (Long-range Wide Area Network) com uma cobertura significativa em Coimbra e apropriada para projetos IoT.

O projeto de IoT vencedor tem como objetivo o controlo e a automação da iluminação pública LED, aumentando a sua eficiência e proporcionando um impacto positivo na cidade.

“Identificámos que existia um problema ao nível das luminárias em Coimbra, uma vez que sempre que existia uma avaria, essa situação tinha de ser reportada por um cidadão, o que não fazia qualquer sentido. O Luxifer terá a capacidade para controlar luminárias, comunicar o seu estado atual e eventuais avarias de forma automática aos técnicos responsáveis”, , referem João Cardoso e João Ferreira da equipa responsável pelo desenvolvimento do projeto vencedor da 1.ª edição do Future City Challenge.

#Estamos muito felizes por receber esta distinção numa área na qual nos identificamos bastante, que é a Internet das Coisas, o objetivo passa por continuar a aprender e a evoluir”, afirmam João Cardoso e João Ferreira.

Segundo Bernardo Patrão, Diretor de Inovação da Critical Software, “não podíamos estar mais satisfeitos com o resultado desta primeira edição do Future City Challenge. A qualidade dos projetos apresentados comprova a grande aptidão que o talento português tem para desenvolver soluções tecnológicos, sempre com foco na inovação. Queríamos com esta iniciativa promover a cidadania, incentivando os participantes a identificar desafios e desenvolver ideias com verdadeiro impacto na cidade, utilizando Internet of Things e a The Things Network”.

Nuno Pimenta, Diretor de Sistemas de Informação e Inovação da Câmara Municipal de Coimbra, refere que “temos muito gosto em associarmo-nos a iniciativas como o Future City Challenge – Coimbra e a rede comunitária The Things Network (TTN Coimbra) para a Internet of Things (IoT).

Nuno Pimenta salienta que “atividades de cidadania como esta por parte da Critical Software são relevantes para tornar Coimbra uma cidade cada vez mais inteligente e sustentável, tornando-a mais atrativa para todos os que nela vivem, trabalham, estudam ou a visitam. Este é também um objetivo da Câmara Municipal. Juntar inovação, talento e empreendedorismo é, sem dúvida, um enorme desafio, e por isso felicitamos os vencedores desta competição, bem como as restantes equipas e todos os que para ela contribuíram, pela criação de soluções que representam as dinâmicas das cidades do futuro”.

Outros finalistas

Entre os nove finalistas estiveram o Underground scanning, uma aplicação que identifica fugas de água e infiltrações usando sismógrafos, o UrsoVerde – o Amigo Virtual, um dispositivo que monitoriza e aconselha o comportamento, estilo de vida e a participação nos domínios da cidadania, o Sustainable Irrigation, uma plataforma que controla a rega nas zonas verdes públicas de forma a otimizar o consumo de água e o WasteTracker, um dispositivo que capacita o sistema de recolha de resíduos com a monitorização da ocupação em volume de cada contentor.

Na área da monitorização dos transportes, estavam também o GiroBike, uma aplicação que mapeia automaticamente rotas oficiais e não oficiais de e para ciclistas, o Where’smyBUS, uma aplicação móvel para os utilizadores que localiza autocarros em tempo real, o MoCI – Mobile City Interface, uma aplicação que classifica os locais de acordo com a temperatura e a qualidade do ar e localiza transportes públicos e o TrafficLight, um dispositivo que mede o fluxo do tráfego em tempo real e atua no sentido de melhorar a qualidade de vida.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of