A Nespresso apostou num projeto piloto de “entregas verdes”, em parceria com a distribuidora DPD.

“Depois de Lisboa ter sido a primeira cidade a dar o arranque às entregas sustentáveis da marca, o Porto dá início às entregas gratuitas em veículo elétrico, numa parceria com a DPD Portugal”, assinalam num comunicado em conjunto a Nespresso e a DPD.

Segundo informam as empresas, a utilização dos veículos elétricos vai permitir uma poupança anual de dióxido de carbono (CO2) de mais de 13 toneladas por ano, face à versão com motorização Diesel.

“A sustentabilidade é um desafio de toda a economia e sociedade portuguesa, pelo que acreditamos que devemos reinventar os processos e apostar em soluções como a mobilidade elétrica ou as energias renováveis, com os talentos e a criatividade de que já dispomos. Este projeto é o primeiro passo na descarbonização das entregas na cidade do Porto, depois de termos comunicado Lisboa totalmente zero emissões nas entregas até final deste ano”, sublinha Olivier Establet, CEO da DPD Portugal.

“A sustentabilidade é o maior desafio da atualidade” – CEO da DPD Portugal

Do lado da Nespresso, a firma refere estar comprometida com a neutralidade carbónica, tendo como objetivo que todas as chávenas sejam neutras em carbono até 2022: “Tendo já conquistado a neutralidade carbónica na atividade comercial, pretendemos ser neutros nas emissões que ocorrem na sua cadeia de abastecimento e no ciclo de vida do produto.

Depois de termos iniciado o projeto em Lisboa, faz todo o sentido que também a segunda maior cidade do país tenha entregas verdes. O que desejamos é que no futuro todas as nossas entregas sejam mais sustentáveis”, afirma Brigitte Felber, Business Executive Officer da Nespresso Portugal.

Cápsulas para reciclar

A Nespresso desafia ainda os portugueses a entregarem aos condutores da DPD as cápsulas já usadas para integrarem o processo de reciclagem, em que serão inseridas na produção de carros, caixilharia de janelas, bicicletas.

A Nespresso afirma que, desde 2018, investe anualmente mais de 500 mil euros com mais de 250 pontos de reciclagem em Portugal.

A DPD Portugal tem sido piloto de várias iniciativas na estratégia verde dentro do DPDgroup, com a cidade de Lisboa a ser o palco de ações como o Air Diag, lançado em junho de 2019, que permite aos lisboetas conhecerem a qualidade do ar à sua porta, graças à centena de sensores instalados nas suas viaturas e em lojas Pickup.

Mais recentemente, foi lançado o projeto-piloto City Trees, umas árvores de madeira que estiveram instaladas entre setembro de 2020 e janeiro deste ano na Avenida da Ribeira das Naus e que possibilitaram a produção de cerca de 4 toneladas de oxigénio na sua zona de intervenção.

Todas estas ações inserem-se no compromisso do DPDgroup de reduzir a pegada ambiental nas 200 principais cidades europeias, sendo que até 2025 o objetivo é reduzir nas cidades onde opera as suas emissões de CO2 em 89% e os poluentes em 80% em relação a 2020.

Leia também:

DPD Portugal distribui encomendas em Mercedes-Benz eSprinter

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of