Pingo Doce

O Pingo Doce de Albergaria-a-Velha, que se localiza na Zona Industrial de Albergaria-a-Velha, distrito de Aveiro, colocou painéis fotovoltaicos para a produção local de energia limpa em regime de autoconsumo e um carregador elétrico para os seus clientes.

Para esta intervenção, este Pingo Doce, um franchisado gerido pela empresa Supsell, estabeleceu uma parceria com a Helexia.

Em termos de painéis solares, a instalação no Pingo Doce de Albergaria-a-Velha representa uma produção de 172 kWp de potência total que se traduz num consumo anual de 242 MWh, o equivalente ao consumo num ano de 48 famílias.

Esta energia fotovoltaica permite evitar 109 ton/ano de CO2, o equivalente à plantação de 2.800 árvores/ano. 

Para além da central solar fotovoltaica, esta loja integrou também um carregador para veículos elétricos duplo de 22 kW que pode ser usado pelos seus clientes enquanto fazem as suas compras.

O custo com energia consome cerca de 6% da margem bruta

Ricardo Loureiro, CEO da Supsell, destaca o facto do “custo com energia consumir cerca de 6% da margem bruta, sendo este, após os custos com pessoal, o principal fator de redução do EBIT (Earnings Before Interest and Taxes)”.

O responsável da Supsell refere que a racionalização da energia “é crítica para os resultados da empresa. A par das vantagens financeiras, acresce a vantagem ambiental, quer pela responsabilidade social, quer pela imagem perante a comunidade local”.

A Helexia, tem vindo a investir na criação de infraestruturas de carregamento, em localizações de conveniência, como forma de contribuir para a mobilidade elétrica, uma componente importante no caminho para a transição energética e adoção de energias limpas e renováveis.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of