Novo Verde aposta em ecopontos humanos para facilitar reciclagem de embalagens

Iniciativa de ecopontos humanos volta a ser implementada. Desta feita, no evento “Water World Forum For Life”, em Reguengos de Monsaraz.

0
342

A Novo Verde, entidade gestora de resíduos de embalagens, vai promover uma ação de recolha resíduos de embalagens, através de ecopontos humanos em Reguengos de Monsaraz, Évora, no âmbito do evento “Water World Forum For Life”, que vai decorrer de 3 a 6 de junho.

Esta iniciativa de recolha seletiva através de ecopontos humanos terá lugar em parceria com a Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz e a GESAMB – Gestão Ambiental e de Resíduos, no fim de semana de 29 e 30 de maio, junto do comércio local e estabelecimentos do canal HORECA, bem como nos dias do evento, com o objetivo de facilitar a reciclagem de embalagens e explicar aos cidadãos a importância do seu comportamento na cadeia de gestão destes resíduos.

Este tipo de sistema ambulante de ecopontos de resíduos tem vindo a ser utilizado no passado, nos mais variados eventos.

O “Water World Forum For Life” é um evento mundial com foco num dos bens essenciais e que mais devemos preservar, a água, e realiza-se pela primeira vez em Portugal, contando com o patrocínio da Novo Verde.

Cruzando as vertentes social, cultural, desportiva e global, pretende alertar para a urgência de comportamentos imediatos e para aquilo que cada um pode fazer para contribuir para um planeta mais sustentável.

Ricardo Neto, Presidente da Novo Verde, integrará o painel de oradores de dia 5 de junho (Dia Mundial do Ambiente) e adianta que “pretendemos alertar os cidadãos, as empresas e as entidades para a importância do correto encaminhamento dos resíduos de embalagens e, com isso, promover um comportamento participativo constante. A contaminação das águas começa muitas das vezes longe dos rios, mares e oceanos, com a incorreta deposição de resíduos em cidades, cabendo a cada um de nós utilizarmos os ecopontos para colocar os resíduos de embalagem que produzirmos e assim ajudarmos a travar este foco de poluição que não escolhe fronteiras. A Novo Verde associa-se a este este projeto com o principal objetivo de valorizar a água como um dos bens mais essenciais do planeta”.

ERP Portugal promove recolha de resíduos no “Water World Forum for Life”

Também a ERP Portugal patrocina e marca presença no “Water World Forum for Life”, passando a mensagem da importância da recolha seletiva de elétricos e eletrónicos e pilhas e baterias em fim de vida.

Nesse sentido, a entidade gestora antecipa a sua ação local com a colocação de Traga Pilhas e Depositrões, contando com o apoio da câmara local e que visa transformar Juntas de Freguesia, escolas, estabelecimentos comerciais e o próprio local do evento em pontos de entrega destes resíduos.

Com estes contentores, a população e visitantes de Reguengos de Monsaraz podem contribuir para a correta valorização ou reciclagem destes resíduos, tão perigosos para os rios, mares e oceanos.

Esta ação faz parte do conjunto de dinâmicas desenvolvidas no âmbito do evento Water World Forum For Life, a decorrer no início de junho naquela localidade.

Rosa Monforte, Diretora-Geral da ERP Portugal, adianta que “esta é uma ação que pretende envolver ativamente a população. Mais do que marcar presença num evento desta magnitude e reconhecimento, queremos impactar a região de forma positiva e educativa, apelando ao contributo de todos os habitantes e visitantes para a preservação deste bem tão precioso, a água. Muito se fala dos plásticos nos oceanos, mas não nos podemos esquecer que existem outros resíduos que contêm substâncias perigosas com capacidade de contaminar lençóis freáticos, rios e mares, como é o caso dos metais pesados presentes nas pilhas. O nosso papel enquanto entidade gestora é o de disponibilizar meios para que a entrega destes resíduos esteja acessível a todos, e é de todos nós, enquanto cidadãos, a obrigação de os colocarmos nos locais corretos para que se possa garantir a sua correta reciclagem. É imperativo alertarmos para o impacto das substâncias nocivas destes resíduos, nos ecossistemas, na nossa saúde e no Ambiente e asseguramos que em vez de poluentes, estas substâncias e materiais possam ser um recurso a integrar no processo de fabrico de novos produtos”.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of