A Volvo está a investigar, em conjunto com os seus fornecedores e parceiros, o potencial para aplicações de segunda vida para as baterias de alta voltagem dos seus veículos elétricos.

Uma das parcerias é com a BatteryLoop, uma empresa que pertence ao Swedish Stena Recycling Group que reutiliza baterias provenientes da indústria automóvel.

BatteryLoop e Volvo Cars usam baterias de automóveis elétricos Volvo para um sistema de armazenamento de energia movido a energia solar.

O sistema irá alimentar a partir deste mês estações de carregamento para automóveis e bicicletas elétricas no centro de negócios da Essity, uma empresa do ramo da higiene e saúde.

Outra colaboração que a Volvo Cars mantém é com a Comsys AB (empresa sueca de tecnologia limpa) e a Fortum (empresa europeia de energia) num projeto piloto comercial.

O intuito é aumentar a flexibilidade do fornecimento de uma das instalações hidroelétricas de Fortum na Suécia, enquanto contribui para uma segunda vida deste tipo de equipamentos de veículos elétricos.

Pack de baterias do Volvo Cars XC40 Recharge

Os packs de bateria dos automóveis híbridos plug-in da Volvo servirão como uma unidade de armazenamento de energia estacionária, ajudando a fornecer os chamados serviços de “balanceamento rápido” para o sistema de energia.

“Através destes e de outros projetos, a Volvo Cars está a investigar a forma como as baterias envelhecem quando reutilizadas em utilizações menos agressivas quando comparadas com a utilização normal no automóvel. Estes projetos permitem obter também mais conhecimento sobre o valor comercial das baterias após a sua utilização nos automóveis identificando possíveis fontes de receita futuras”, aponta o construtor.

Aponta a Volvo que ao “usar baterias em aplicações de armazenamento de energia fora dos automóveis, é possível obter novos fluxos de receita e economias de custos ao mesmo tempo que se estende o ciclo de vida das mesmas”.

Laboratório de baterias da Volvo
Artigo anteriorBosch quer desenvolver mercado de células de combustível na China
Próximo artigoFnac oferece livros digitais no Dia Mundial do Livro

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of