A Coca-Cola anunciou que vai testar no mercado o seu primeiro protótipo de garrafa de papel.

Esta é a próxima etapa no estudo do protótipo da garrafa, a ser desenvolvida na Europa.

Este novo protótipo foi criado através de uma parceria entre cientistas dos Laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento da Coca-Cola em Bruxelas e a dinamarquesa The Paper Bottle Company (Paboco).

Protótipo da garrafa

A tecnologia desenvolvida pela Paboco é projetada para criar garrafas 100% recicláveis feitas de madeira de origem sustentável com uma barreira de material de base biológica capaz de resistir a líquidos, CO2 e oxigénio.

O protótipo da garrafa de papel é 100% reciclável (onde a tecnologia está disponível) e atualmente consiste num invólucro de papel. Para já, esse protótipo tem uma tampa de plástico e um fino revestimento de plástico reciclável no interior.

Contudo, o objetivo final, de acordo com a empresa, é construir uma garrafa que pode ser totalmente reciclada como papel.

Este projeto assinala mais um passo no cumprimento da visão global da The Coca-Cola Company de alcançar um “Mundo sem Resíduos”, no qual a empresa se comprometeu a garantir que todas as suas embalagens sejam recolhidas, recicladas ou reutilizadas até 2030.

O teste está programado para acontecer no segundo trimestre deste ano, utilizando a bebida à base de plantas AdeZ, incluída no portefólio da empresa, que vai ser oferecida a 2.000 consumidores na Hungria.

“O teste que anunciamos é um grande marco na nossa procura pelo desenvolvimento de uma garrafa de papel”, refere Daniela Zahariea, Director of Technical Supply Chain & Innovation para a Coca-Cola Europa.

Novos tipos de embalagens: inovadoras e sustentáveis

“As pessoas esperam que a Coca-Cola desenvolva e traga ao mercado novos tipos de embalagens, inovadores e sustentáveis. É por isso que estamos a estabelecer parcerias com especialistas como a Paboco, experimentando e conduzindo este primeiro teste no mercado”, diz Daniela Zahariea.

“Este lançamento é um passo importante para ver como o protótipo da garrafa de papel se comporta e como os consumidores reagem”, explica Stijn Franssen, R&D Packaging Innovation Manager para o mercado EMEA da Coca Cola.

“Este é um passo importante para nós, pois significa que saímos do laboratório e estamos a entrar no mundo real. E que, pela primeira vez, os consumidores vão realmente beber um dos nossos produtos num tipo potencialmente novo de embalagem de papel”, acrescentou.

Recordamos que a Coca-Cola liderou em 2020 o ranking das empresas produtoras de plástico a nível mundial. Revelámos essa lista aqui.

Artigo anteriorGulbenkian disponibiliza vídeos self-service e recursos para o 1º ciclo
Próximo artigoStart up transforma resíduos florestais, agrícolas ou urbanos em bioetanol

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of