100 edifícios municipais de Madrid já produzem energia fotovoltaica

0
621

É oficial! Madrid já conta com 100 instituições abrangidas pela sua rede municipal de centrais de produção de energia solar fotovoltaica. O Centro Deportivo Municipal Plata y Castañar de Villaverde foi um dos mais recentes estabelecimentos da capital espanhola a juntar-se a este projeto energético. Borja Carabante, delegado da Área Governamental do Ambiente e Mobilidade, foi o grande responsável pelo alargamento da rede fotovoltaica madrilena a este espaço público da cidade.

São mais de 240 os painéis fotovoltaicos que compõem a infraestrutura energética recentemente instalada no Centro Deportivo Plata y Castañar. Estamos a falar de uma superfície com capacidade de captação solar cuja área total ronda os 400m2 e uma potência de 75 quilowatts. Posto isto, “é expectável que este espaço gere, anualmente, 120 megawatts/hora”, refere a Câmara Municipal de Madrid em comunicado.

O Centro Deportivo Plata y Castañar será o principal beneficiário de toda a energia produzida pelos seus painéis fotovoltaicos. Mas, no caso de se registar um excedente, facilmente se cede essa energia a outras instalações municipais.

A estratégia Madrid 360

Com o intuito de conseguir atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas para 2030, a capital espanhola traçou uma estratégia denominada Madrid 360. Através da qual se defende “a consolidação da administração como exemplo e referência de sustentabilidade”. 

A implementação deste conjunto de medidas, destinadas a uma cidade mais sustentável e ecológica, já está a ter efeitos positivos. Senão repare: “em 2019, a Câmara Municipal de Madrid produziu mais de dois terços da energia que consume ao longo de 12 meses”. Isto é, em 2019, gastaram-se cerca de 611GWh, dos quais se produziram 415GWh (nem todos através de painéis fotovoltaicos).

Segundo é avançado em comunicado, “55% da energia produzida surgiu da queima de resíduos e 24% adveio da produção de biometano”. Somente os restantes 21%, cerca de 0,85GWh, é que resultaram da instalação dos painéis fotovoltaicos em edifícios públicos da cidade. Dados que, relembramos mais uma vez, são referentes a 2019.

Sobre 2020 foi divulgado que, entre Janeiro e Novembro, “a energia solar fotovoltaica produzida pela Câmara Municipal de Madrid rondou os 2,6GWh”. Para isso contribuiu o crescente número de instituições municipais que estão equipadas de forma a conseguirem aproveitar a luz solar para produzir energia. Entre bibliotecas, centros culturais, centros desportivos, centros de idosos e centros de serviços sociais, em Madrid, a rede municipal de centrais de produção de energia solar fotovoltaica totaliza agora uma centena de edifícios.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of