Pela sua dimensão e pelo ambiente mais controlado que proporcionam, as ilhas estão a tornar-se num laboratório apetecível para a recriação de ambientes inteligentes e sustentáveis.

A Renault está a trabalhar no projeto de tornar a portuguesa ilha de Porto Santo sustentável e a Grécia avança também com projetos semelhantes.

Telos persegue o objetivo de ser auto suficiente em termos de produção de eletricidade proveniente do sol e do vento e sabe-se agora que o Grupo Volkswagen irá participar num projeto liderado pelo governo grego com vista a transformar a ilha grega de Astipalea (ou Astypalea), no Mar Egeu, numa zona virada para a sustentabilidade e mobilidade elétrica.

O projeto terá início em 2021

Astipalea (ou Astipaleia ou ainda Astypalea) é uma das doze ilhas gregas do arquipélago do Dodecaneso, no mar Egeu. Tem cerca de 1300 habitantes, 18 km de comprimento e 13 km de largura, com área de 96 km². A ilha é visitada por ano por 73 mil turistas.

Este projeto, que arranca no início de 2021, passa pela conversão do tráfego em Astipalea para mobilidade elétrica, tanto quanto possível.

Isso inclui o sistema de transportes públicos, veículos das autoridades locais (como polícia e paramédicos) e empresas, bem como as viatutas particulares dos habitantes.

Ao mesmo tempo, será criada uma rede nacional de estações de carregamento para automóveis elétricos, tanto privadas como públicas.

Serviços de car sharing e boleia

Um dos destaques passa pela adoção de serviços de car sharing e boleia (“ride sharing”) que irão modernizar radicalmente o transporte público na ilha, já que irão substituir a antiga rede de autocarros e – ao contrário do sistema de “bus” anterior – irão atender todos os cantos da ilha, além de que estarão operacionais o ano inteiro.

Outra inovação a introduzir na ilha passa pela partilha de veículos elétricos, e-scooters e e-bikes. Tudo isto fará com que, no total, o número de veículos em Astipalea deva diminuir em um terço, para 1.000 (atualmente são cerca de 1500), enquanto a mobilidade será melhorada.

A participação do Grupo Volkswagen traduzir-se-á no fornecimento de diferentes tipos de veículos. A marca Volkswagen cederá o e-up, o ID.3 e o ID.4. Também está previsto a contribuição da Volkswagen Veículos Comerciais com veículos para as autoridades públicas, com a versão de produção do ID.Buzz – prevista para 2022 – a vir a ser integrada.

eScooters Seat

Ainda em termos de marcas do Grupo Volkswagen, a Seat também fará parte deste projeto, disponibilizando as suas eScooters 100% elétricas (da marca Seat MÓ) de forma a promover a micromobilidade totalmente elétrica na ilha.

A Seat MÓ conta já com duas scooters elétricas, o eKickscooter 25 e 65, bem como o Seat MÓ eScooter 125 e o serviço de motosharing em Barcelona.

Lucas Casasnovas, diretor da Seat MÓ, afirma que, no futuro, as cidades serão “mais sustentáveis, mais eficientes, mais silenciosas e com mobilidade multimodal em que coexistem diferentes soluções e produtos, tanto privados como públicos. Esperamos que este projeto na Grécia sirva para lançar outros semelhantes em mais cidades. Esse é o nosso sonho: contribuir ativamente para a conceção de cidades e até ilhas descarbonizadas e zero emissões”.

Nesse contexto e no quadto deste projeto, o Governo grego assumirá a tarefa de substituir os geradores a gasóleo da ilha por aparelhos mais recentes, alimentados com energias renováveis.

Artigo anteriorVolvo lança programa de garantia vitalícia de peças
Próximo artigoFranceses vão poder alugar Dacia Spring na E.Leclerc Location

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of