O construtor de scooters elétricas Niu abriu uma “flagship store” na cidade do Porto. Cinco meses depois da abertura da sua primeira loja em Portugal, na zona de Alcântara, perto do Museu do Oriente (Lisboa), a Niu, que tem a NP-Mob como importadora e distribuidora exclusiva para o nosso país (continente e regiões autónomas), dá agora seguimento à sua estratégia de crescimento com a chegada à região norte.

O local escolhido localiza-se no piso zero do Edifício Transparente, na Via do Castelo do Queijo.

[clique nas imagens em cima para fazer zoom]

Empresa tecnológica especialista em soluções de mobilidade urbana

Nascida em 2014, na metrópole de 25 milhões habitantes que é Xangai, a Niu pretende redefinir a mobilidade urbana e melhorar a qualidade de vida das cidades de todo o mundo, assumindo-se como “uma empresa tecnológica especialista em soluções de mobilidade urbana”. Para fazer a diferença, a companhia tem recrutado cérebros em gigantes como a BMW, a Microsoft, a Huawei, a Intel, a McKinsey ou a Bain Capital, entre outras.

Nos planos da Niu está a abertura de uma “flagship store” no Funchal, ilha da Madeira.

Cinco anos foram suficientes para a Niu conquistar o estatuto de marca de referência a nível mundial no mercado das scooters elétricas inteligentes, procurando combinar inovação, qualidade, fiabilidade e preços competitivos.

Atualmente, a Niu é uma empresa cotada na bolsa de valores norte-americana Nasdaq, onde entrou em 2018 e foi o primeiro fabricante de scooters elétricas a consegui-lo.

De onde vêm as baterias, os motores e o software?

Os motores elétricos das scooters Niu são fornecidos pela alemã Bosch. Quanto a potências, estas scooters estão equipadas com motores de 1200w, 1400w, 1500w, 1800w, 3000w e 3500w instalados na roda traseira para economizar energia e permitir aceleração instantânea nas ruas movimentadas da cidade.

Em matéria de baterias, o fornecedor é a japonesa Panasonic, cujas células de iões de lítio com a referência 18650 permitem um tempo de vida adicional. Um apontamento: em muitos mercados, a Niu é conhecida como “a Tesla das scooters elétricas”, já que a Panasonic também empresta as baterias aos Model S e X.

As baterias Panasonic de lítio podem ser removidas da scooter em menos de 10 segundos e carregadas em qualquer tomada comum, no escritório, na garagem ou em casa, como um computador portátil.

Por último a Vodafone foi a eleita para garantir, de forma fiável, o sistema de software para conectar à aplicação móvel que permite, através do telemóvel, receber em tempo real toda a informação relativa à scooter (histórico de viagens, estado da carga da bateria, estatística de velocidades, localização GPS, etc.).

“Pessoas e empresas começam a perceber vantagens económicas e ambientais de uma scooter elétrica”
“Apesar de tudo, e face às circunstâncias que temos estado a viver desde março último, o balanço da entrada da Niu no nosso mercado é muito positivo, porque fomos colocados à prova num período complicado, em termos económicos, e não será exagero dizer-se que passámos no ‘exame’. Ainda temos muito espaço por onde crescer, porque tanto as pessoas como as empresas, sobretudo da pequena distribuição, começam a perceber as vantagens económicas, e também ambientais, de uma scooter elétrica com a qualidade e a tecnologia que a Niu lhes pode proporcionar”, revela Mário Quintaneiro, diretor-geral na Niu Portugal.

A gama de scooters elétricas da Niu começa nos 1.899€. Para ficar a conhecer o leque completo de modelos que a marca propõe em Portugal, clique neste nosso artigo, aqui em baixo.

Scooters NIU: conheça todos os modelos à venda em Portugal

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of