Em complemento do novo e-Expert, a Peugeot está a apresentar o novo e-Boxer, versão 100% elétrica do comercial Boxer.

Este Boxer elétrico, que é a versão gémea do Citroën ë-Jumpy, integra um motor 100% elétrico, com uma potência de 90 kW (122 cv) e um binário máximo de 260 Nm.

A cadeia de tração está dotada de um recuperador de energia, obtida a partir dos processos de alívio do pedal do acelerador e da travagem.

Um retrovisor interior específico exibe informações inerentes ao funcionamento do veículo:

► Nível de carga da bateria em percentagem,

► Autonomia em quilómetros,

► Tensão em Volts,

► Amperagem,

► Modo de condução (D, N ou R).

A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 110 km/h (90 km/h nas versões de 4 toneladas).

Baterias disponíveis e autonomia

Em função das necessidades, as capacidades disponíveis das baterias de iões de lítio são de 37 kWh e 70 kWh.

As versões L1 e L2 estão disponíveis com a bateria de 37 kWh para uma autonomia máxima de 200 km (valor em processo de homologação) de acordo com o protocolo de homologação WLTP (Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedures).

As versões L3 e L4 (bem como a versão chassis cabina L2) estão equipadas com a bateria de 70 kWh para uma autonomia máxima de 340 km (valor em processo de homologação), segundo o ciclo WLTP.

O e-Boxer tem as suas baterias situadas sob o piso, não tendo, por isso, qualquer impacto sobre o volume de carga.

Carregamentos

O e-Boxer conta com um duplo carregador a bordo de série (monofásico de 7 kW e trifásico de 22 kW).

Os tempos de recarga estimados são os seguintes:

  • a partir de uma tomada pública: permite alcançar 80% da carga em 1h (bateria de 37 kWh e 70 kWh) com um carregador de 50 kW,
  • a partir de uma Wall Box22 kW: permitindo uma carga completa em 5h (bateria 37 kWh) ou 9h (bateria 70 kWh) com o carregador trifásico a bordo (22 kW),
  • a partir de uma Wall Box7,4 kW: permitindo uma carga completa em 6h (bateria 37 kWh) ou 12h (bateria 70 kWh) com o carregador monofásico a bordo (7 kW).

A recarga é compatível com tomadas do tipo 2 (para uma recarga em modo 2 ou modo 3, em corrente alternada) e combo CCS 4 (para uma recarga em modo 4, em corrente contínua).

O acesso para carregamento (em vez do bocal para abastecimento de combustível) situa-se do lado esquerdo, perto da porta do condutor.

Versões de carroçaria

A partir de três distâncias entre eixos (3 metros, 3,45 metros e 4,04 metros), as versões de furgões fechados declinam-se em 4 comprimentos (L1, L2, L3 e L4) e 3 alturas (H1, H2 e H3), compreendendo um total de 5 silhuetas que oferecem entre 5 e 17 m3 de volume útil, com uma carga útil máxima de 1.890 kg (consoante as versões).

O modelo é produzido em Sevel, em Val di Sangro (Itália), sendo depois eletrificado e homologado pela parceira BEDEO.

O e-Boxer está também disponível em outras versões, de modo a ir ao encontro das necessidades específicas dos profissionais, que necessitam de bases de transformação para as suas viaturas:

  • chassis cabina simples (L2, L3 e L4),
  • chassis cabina dupla (L3),
  • chassis simples (L3 e L4).

Nível de equipamento “Premium”

Este comercial elétrico encontra-se num único nível de equipamento “Premium” que integra os seguintes conteúdos de série:

  • sistema de áudio Bluetooth com ecrã de 5 polegadas e comandos no volante,
  • ajuda ao estacionamento traseiro,
  • ar condicionado manual,
  • faróis e limpa para-brisas automáticos,
  • retrovisores elétricos e aquecidos.

O início de comercialização do Peugeot e-Boxer na Europa está agendado para o segundo semestre de 2020.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of