A Renault está a renovar toda a gama Mégane (berlina, Sport Tourer, R.S. Line, R.S. e R.S. TROPHY), destacando-se o lançamento de uma nova motorização híbrida recarregável: o Mégane E-Tech Plug-in.

Este PHEV que se estreia no novo Mégane conta com a tecnologia E-Tech, a qual foi desenvolvida pela engenharia da Renault e integra mais de 150 patentes.

O seu motor de quatro cilindros, de 1,6 litros, de uma nova geração, foi desenvolvido no seio da Aliança, e é acompanhado por dois motores elétricos e uma inovadora caixa de velocidades multimodo, sem embraiagem, idealizada para maximizar o rendimento e tornar as passagens de caixa o mais impercetíveis possível.

Com uma bateria com uma capacidade de 9,8 kWh (400 V), o Mégane E-Tech Plug-in pode circular, em modo 100% elétrico, até à velocidade de 135 km/h.

A autonomia em modo elétrico é de 50 km em ciclo misto (WLTP) e até 65 km em ciclo urbano (WLTP City).

O Novo Mégane será comercializado a partir do verão de 2020.

Independentemente do nível de carga da bateria, o Mégane E-Tech Plug-in utiliza sempre o motor elétrico na fase de arranque, o que além de melhorar a reatividade na aceleração, permite reduzir os consumos.

O novo Mégane, tal como os modelos Clio, Captur e Zoe, integra o novo painel de instrumentos digital de 10.2”, bem como o novo sistema multimédia Easy Link 9.3”.

Esta motorização híbrida recarregável dispõe de 160 cavalos, “com uma tecnologia inédita centrada sobre a recuperação de energia e diretamente inspirada do know-how da Renault na Fórmula 1”, destaca o fabricante.

As versões Plug-in vão estar disponíveis aquando do lançamento do novo Mégane Sport Tourer e será, em seguida, proposto também na Berlina.

Mais informações sobre todos os automóveis elétricos e híbridos plug in na nossa secção de mercado.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of